Tectoy anuncia a volta do Mega Drive

md

Hoje a Tectoy anunciou o retorno em edição limitada do videogame Mega Drive, o console dos anos 90 do jeitinho que ele era, com seu design clássico, joystick original de três botões, compatível com cartuchos originais, entrada para SD Card e 22 jogos clássicos. São eles:

  • Alex Kidd
  • Alien Storm
  • Altered Beast
  • Arrow Flash
  • Bonanza Brothers
  • Columns
  • Decap Attack
  • E-Swat
  • Fatal Labyrinth
  • Flicky
  • Gain Ground
  • Golden Axe
  • Golden Axe 3
  • Jewel Master
  • Kid Chameleon
  • Last Battle
  • Out Runners
  • Sega Soccer
  • Shadow Dancer
  • Shinobi 3
  • Sonic 3
  • Turbo Outrun

Para maiores especificações sobre o aparelho e para a pré-compra de um, acesse o link do fabricante. As entregas iniciarão em junho de 2017.

Anúncios

[Resenha] Black Mirror – 3ª temporada

bm-logo

Taí uma série que vem dando o que falar nas redes sociais nos últimos dias. A 3ª temporada de “Black Mirror” estreou na Netflix na última sexta (21) e, com apenas 6 episódios (se comparada com as temporadas anteriores, até que foram “bastante”), foi uma das melhores séries que assisti. Pra quem tá boiando e ainda não assistiu “Black Mirror”, é uma série de ficção científica no melhor estilo “Além da Imaginação” (“Twillight Zone”), porém o tema recorrente de cada episódio – cada um é uma história fechada e sem maiores ligações – é a tecnologia; algumas bem fictícias mesmo e outras, até meio que existem na atualidade (aqui uma listinha com 11 delas).
As temporadas anteriores foram sensacionais também mas nunca cheguei a falar da série no blog, porém com a atual temporada, me vejo obrigado a comentar rapidamente – tentando não soltar maiores spoilers – sobre cada episódio:

blackmirror_01

3×1 – “Queda Livre” (outrora “Perdedor”) (Nosedive):
As pessoas no dia de hoje vivem para ganhar likes e compartilhamentos em redes como Instagram e Facebook, e nesse episódio a coisa é tão levada a sério que sua nota –  a média de 1 a 5 estrelas que você recebe dos outros a cada coisa que você faz na internet e fora dela – é usada até como status social. A personagem da Bryce Dallas Howard (Jurassic World) fica tão obcecada em aumentar sua nota que ela é capaz de fazer QUALQUER coisa pra dar um upgrade em sua vida. O que acontece com ela é surreal.

black-mirror-season-3-episode-playtest

3×2 – “Versão de Testes” (Playtest):
O episódio pros “gamers” rs, é, pra mim, o mais fraquinho (não só da temporada, como de toda a série). Mostra um carinha sem grana na Europa que decide ser cobaia num novo game de realidade virtual em troca de grana. O jogo consiste em usar os medos do jogador como elementos de terror numa mansão onde ele fica trancado, e o objetivo é sair da casa sem desistir. Obviamente algo dá errado e acontecem várias merdas. Não confirmo e nem nego que talvez eu esteja encantado com o ator Ken Yamamura (Wolverine – Imortal), que no episódio vive uma espécie de Hideo Kojima (criador da série Metal Gear) do futuro.

black-mirror-shut-up-and-dance

3×3 – “Cala a Boca e Dança” (Shut Up and Dance):
Esse é bem perturbado. Um carinha é gravado se masturbando na webcam por um hacker, chantageado e levado e cometer vários crimes, levando consigo o personagem do ator Jerome Flynn de Game of Thrones (é, pelo visto agora, todo mundo quer aparecer na série), que também é vítima do hacker.

blackmirror_03

3×4 – “San Junipero” (San Junipero):
Temos uma bela cidade litorânea palco de muitas baladas e onde duas personagens acabam se conhecendo e se encontrando em várias épocas. Não posso falar mais sobre San Junipero, mas o conceito por trás desse episódio é foda e eu queria muito que essa tecnologia existisse de verdade. E este é o episódio mais triste e comovente de todos, preparem os lencinhos.

blackmirror_ep4_men_against_fire_1492r-0

3×5 – “Engenharia Reversa” (Men Against Fire):
Nesta realidade, os soldados perfeitos são criados com uma tecnologia que os controla, monitora e permite bloquear seus medos, tornando-os máquinas perfeitas para as guerras. Foi a história que mais me chocou (no final), pois só de pensar que algo assim possa existir e cair nas mãos de um lunático que venha a perseguir minorias, me dá arrepios. E o ator mais “conhecidinho” a dar as caras aqui foi Michael Kelly (House of Cards).

Black Mirror S1 EP5-6

3×6 – “Odiados pela Nação” (Hated in the Nation):
Que episódio, amiguinhos! Com 1h30 de duração, “Odiados pela Nação” tem uma história muito bem bolada e contada, melhor do que a de vários filmes por aí, envolvendo hackers, abelhas, hashtags, ódio nas redes sociais e uma dupla de detetives bem carismática, num thriller eletrizante. Foi como alguém disse no Twitter, se tivessem passado esse episódio no cinema, eu teria ido assistir. Parabéns a todos os envolvidos.

Título original: “Black Mirror”.
Ano de estreia: 2016.
Criado e produzido por: Charlie Brooker.
Elenco: vários.
Duração: 6 episódios de +/- 60 minutos cada.
Nota: 9,5.

O que achei do Superman de “Supergirl”

more-photos-tyler-hoechlin-as-superman

Nesta semana foi ao ar pela CW o 2º episódio da 2ª temporada de “Supergirl”, que mostrou a segunda participação do Clark Kent/Superman (Tyler Hoechlin) na série.

A dúvida que surgiu quando as primeiras informações e fotos dessa participaram começaram a aparecer, há alguns meses, era se Hoechlin, conhecido por sua atuação não muito convincente na série da MTV “Teen Wolf”, seria um bom Homem de Aço. E eu vos digo: SIM!

O Superman, que, mesmo nunca aparecendo durante a 1ª temporada de “Supergirl”, era uma figura quase constante e importante na vida de Kara Danvers (Melissa Benoist), e nessa temporada se viu “forçado” a dar as caras em National City depois que uma cápsula, idêntica às que trouxeram Kal-El e Kara para a Terra, caiu na cidade da Supergirl na última cena da season finale. E eu jurando que seria o Krypto que apareceria, mas vã esperança a minha… Era um jovem desconhecido em coma que estava dentro da espaçonave kryptoniana. O mesmo foi levado ao DOE (Departamento de Operações Extra-Normais), a agência secreta governamental que monitora e combate alienígenas perigosos, na qual trabalham Supergirl e sua irmã, Alex (Chyler Leigh). Esse mistério parece que vai ser desvendado apenas no próximo episódio.

superman-1st-look-supergirl_0

Tyler Hoechlin, na 1ª cena como Clark Kent, já mostra a que veio e dá um show de simpatia e comédia conversando ao celular com seu chefe no Planeta Diário, Perry White. Aliás, o Clark aqui é atrapalhado e divertido como era a versão de Christopher Reeve nos filmes dos anos 1970 e 1980 (porém, Hoechlin afirmou que se inspirou no Superman da série “Lois & Clark”), e não a versão parruda e sisuda de Henry Cavill nos filmes do diretor Zack Snyder. Aliás, era isso que a gente tava precisando, não um Superman sofrido, sério, que fica com medo de usar seus poderes para salvar o dia e se preocupando se as pessoas o amam ou não, e sim, um Superman, alegre, colorido, que sorri e deixa a todos à sua volta atônitos – vide o Winn (Jeremy Jordan), que agora trabalha na DOE -, como o Superman tem que ser. E mais bacana ainda foi ver a QUÍMICA entre Superman e Supergirl, trabalhando juntos para salvar aquele ônibus espacial com um motor em chamas e que estava prestes a cair na Cidade Nacional no começo do 1º episódio, e em vários outros momentos desses dois episódios.

Aliás, tivemos várias coisas acontecendo nestes dois primeiros episódios na cronologia da Garota de Aço, como a introdução de Lena Luthor (Katie McGrath), a irmã de Lex e atual presidenta da L-Corp (antiga Lexcorp), que agora mudou-se para National City e que quase foi morta duas vezes pelo assassino de aluguel John Corben (Frederick Schmidt), este que foi transformado no Metallo, um dos vilões mais importantes da galeria do Superman, pelo Projeto Cadmus, a mesma organização que sequestrou o pai das meninas, Jeremiah Danvers (Dean Cain, o Clark/Superman de “Lois & Clark”), crime que elas ainda terão que resolver durante esta temporada. Na luta contra o vilão com coração de kryptonita, tivemos um dos maiores fanservices até então, uma homenagem a uma das capas da saga oitentista “Crise nas Infinitas Terras” (tweet abaixo).

https://twitter.com/reigilgamesh/status/788547312784146432

Enfim, o Superman de Tyler Hoechlin, apesar daquelas primeiras fotos onde pareceu que ele ficou magrelo e feio, em movimento na série e com o roteiro, ficou o melhor Homem de Aço que da década até então, e ainda terá outras aparições na série da prima, e parece que, devido ao sucesso, pode ganhar SÉRIE PRÓPRIA. Será? Aguardemos e veremos.

“Supergirl” vai ao ar todas as segundas no CW.

 

A espera chega ao fim: Nintendo anuncia o novo Nintendo Switch!

switch

Depois de meses de especulações e espera, a Nintendo finalmente hoje mostrou como é seu novo console, que se chama, não NX, mas Nintendo Switch. Assista ao trailer:

O aparelho, que é tanto console de mesa quanto portátil, foi feito para revolucionar o mundo dos videogames. Vamos ver como serão suas vendas, que se iniciam em março de 2017.
No vídeo ainda tivemos um vislumbre de como será o novo game do Mario. Parece que vai ser bacana.

1º trailer de Logan!

logan

O terceiro filme do mutante Wolverine (Hugh Jackman), intitulado “Logan”, ganhou hoje seu primeiro trailer. Assista abaixo, legendado:

O vídeo, ao som de Johnny Cash e num estilo road movie, mostra Logan, mais velho e sem fator de cura, tentado sobreviver ao mesmo tempo que precisa proteger o debilitado Charles Xavier (Patrick Stewart) e a garotinha X-23 (Sienna Novikov). O vilão Donald Pierce (Boyd Holbrook), líder dos mercenários ciborgues Carniceiros, também aparece, perseguindo os mutantes protagonistas.

Novamente com direção de James Mangold, “Logan” tem estreia prevista para 3 de março de 2017.

Fonte: Papel Pop.

Assista ao primeiro teaser trailer de Guardiões da Galáxia 2!

guard2

O Marvel Studios divulgou hoje o primeiro teaser trailer de “Guardiões da Galáxia Vol. 2”. Assista legendado:

No vídeo vemos os membros originais da equipe Senhor das Estrelas (Chris Pratt), Gamora (Zoe Saldana), Drax (Dave Bautista), Rocket (Bradley Cooper) e o Bebê Groot (Vin Diesel), além das adições de Yondu (Michael Rooker) e, aparecendo rapidamente, Nebulosa (Karen Gillan). Ainda não tivemos a aparição de Mantis (Pom Klementieff), que também integrará a equipe.

“Há dois tipos de seres no Universo: os que dançam e os que não dançam” – Drax

O filme ainda contará com a presença dos atores Kurt Russell (que será o vilão Ego) e Sylvester Stallone (personagem ainda não revelado).

Abaixo, primeiro pôster manerão do filme:

gdg2

“Guardiões da Galáxia Vol. 2”, dirigido também por James Gunn, estreia no Brasil em 27 de abril de 2017.

Animadores da Pixar lançam o curta “Borrowed Time”

btgaghafhg

Nem só de animações fofinhas vive a Pixar! Os caras do estúdio, os animadores Andrew Coats (“Divertida Mente”) e Lou Hamou-Lhadj (“O Bom Dinossauro”), com a trilha do ganhador do Oscar Gustavo Santaolalla (“Festa no Céu”) e produção de Amanda Deering Jones (“Universidade Monstro”) fizeram esse curta, triste e bonito, chamado “Borrowed Time” (“Tempo emprestado”, na tradução literal).

As cenas são incríveis, assim como a trilha sonora, assista abaixo, com closed caption em português (de Portugal):

A trama mostra um homem regressando ao um local carregando de tristes lembranças. Ele pensa em tirar a própria vida por conta de um acidente no passado. O curta é bem triste, mas muito sutil e bonito.

Fonte: Papel Pop.

 

[Game Retrô] Dragon Quest IX

dqixsots

Lançado em 2010 pela Square-Enix para Nintendo DS, o RPG Dragon Quest IX: Sentinels of the Starry Skies é um jogo Divertido (com D maiúsculo sim). Para quem não sabe, Dragon Quest é a segunda série mais longeva da Square, com 10 capítulos lançados até o momento (fora spin-offs, e o capítulo XI chega aos consoles em 2017), e ficando atrás apenas de Final Fantasy (cujo 15º capítulo chega em dezembro). Outra curiosidade bem marcante nesta saga é que o character design (o cara que desenha os personagens, tá ligado?) é o Akira Toriyama. Sim, o pai de Dragon Ball Z! Portanto, não se assuste ao ver personagens que lembram Chi Chi, Trunks, Bulma, Tenshinhan e outros.

DQIX é um pouco diferente de seus antecessores, pois aqui os personagens são personalizáveis e não possuem background (o que pode ser decepcionante sob certos pontos de vista), exceto o personagem principal que, apesar de que sexo e aparência é você quem decide, a história dele(a) trata de um anjo – no game, conhecidos como Celestrians – que é guardião de um vilarejo (no caso, Angel Falls). O herói (no meu caso, eu nomeei-o como “Zyrgus”), bem como seu mestre, Aquila, e todos os outros Celestrians, vivem num lugar acima das nuvens chamado The Observatory (lembra o Templo do Sr. Kaioh só que maior e mais complexo). O lugar só pode ser acessado pelo Starflight Express (sim, um trem celestial!), e em seu topo reside a Yggdrasil, a árvore da vida de cuja qual nascerão as Fyggs, as frutas do poder. O lugar é comandado pelo velho e bondoso Apus Major, que tem como missão fazer com que os Celestrians consigam Benevolessence – quando as pessoas ficam gratas com as boas ações dos anjos – o suficiente para levá-los ao Realm of the Almighty, o paraíso e onde mora o Todo-Poderoso (equivalente ao Deus do Cristianismo). Tudo ia bem até que um dia o Observatory é atacado por uma fonte desconhecida, e Zyrgus acaba caindo em Protectorate (o “Protetorado”, o mundo do jogo), sem asas e sem halo, apenas com o dom de ver e falar com os espíritos dos mortos, dom este que rende fortes emoções na história (se prepare para chorar em Coffinwell). A trama de DQIX é bem mais do que “Um Anjo Caiu do Céu”, pois envolve a busca pelas sete Fyggs caídas e por Zenus – o próprio Todo-Poderoso, a guerra contra um terrível império do mal que retorna aos dias atuais e, por fim, enfrentar o grande vilão por trás de todos os males do enredo, no melhor estilo Deus versus Lúcifer.

As classes iniciais.
As classes iniciais.

Quanto ao sistema, o jogo é bem legal também. Você tem à disposição 6 classes iniciais – Warrior, Priest, Mage, Martial Artist, Thief e Minstrel, a classe com que Zyrgus começa – e, depois, mais 6 classes que são desbloqueadas por meio de quests – Gladiator, Sage, Paladin, Ranger, Armamentalist e Luminary, cada uma com suas peculiaridades e com suas já consagradas magias de nomes onomatopaicos e habilidades. As classes podem ser trocadas apenas na cidade Alltrades Abbey ou com a magia Jack’s Nack do Sage.

Por falar em Quests, no game há um total de 184 e isso pode render muitas horas de jogo. Muitas consistem em derrotar determinados monstros ou usar determinadas spells ou skills, e as recompensas variam em itens de alquimia, de consumo, equipamentos e as já citadas classes. Outra coisa que consome – e muito, no meu caso – horas de jogo é o Krak Pot, um carinha que surge à certa altura na trama, e com ele você pode fazer as famigeradas alquimias que rendem os melhores itens no jogos. Sério, isso é muito bom, pois o melhor equipamento com que zerei o jogo, a maioria dele veio de alquimia. Você consegue desbloquear esses itens exclusivos com as Alchemy Recipes, receitas que você encontra em livros nas prateleiras e bibliotecas ao redor do mundo. Conseguir todas e depois, realizar todas as receitas parece uma tarefa quase impossível. Terminei o jogo com o meu Alchemicon (dicionário de alquimia) em 41%. O jogo ainda possui os Accolades, uma espécie de troféus por destravar certas habilidades e atingir determinadas metas no game. Bom, em DQIX há uma infinidade de side quests e recursos de campo e batalha – como os “limit breaks” Coup de Grâce, únicos para cada classe.

A trilha é um show à parte. Segue abaixo algumas delas em versão sinfônica:

E aqui, prints com meus personagens e tela de progresso após zerar o jogo:

dq9-zyrgus

dq9-sheyla

dq9-joel

dq9-florence

dq9-progresso
Resumindo, Dragon Quest IX é um RPG bem completo e divertido.

Leia também os outros Game Retrô:

• [Game Retrô] Super Mario World 2 – Yoshi’s Island
• [Game Retrô] Final Fantasy Tactics
• [Game Retrô] Final Fantasy Tactics A2
• [Game Retrô] Kingdom Hearts: Birth by Sleep – Final Mix

Novo trailer de Rogue One: Uma História Star Wars

rogue1

Liberado hoje pela Disney o novo trailer de Rogue One: Uma História Star Wars. Assista legendado abaixo:

No vídeo, conhecemos um pouco sobre o passado da protagonista Jyn Erso (Felicity Jones) e o envolvimento de seu pai (Mads Mikkelsen), e um vislumbre da criação da Força Rebelde, do porque “Rogue One” para o título e, claro, rapidamente vimos Darth Vader.

Ontem também foi revelado novo pôster:

rogueone_onesheeta

O filme estreia em 15 de dezembro no Brasil.

Correção sobre Logan no Pílula X #3

pilula-x-blog

No 3º vídeo do canal Pílula X (assista abaixo), onde falei sobre Power Rangers, Punho de Ferro, Justiceiro, Westworld e Final Fantasy XV, também falei sobre as notícias do novo filme do Wolverine a estrear em março de 2013, “Logan”, porém algumas das informações – que eram especulações – foram desmentidas pelo site The Wrap.

Segundo o site gringo, o ator Richard E. Grant não interpretará o vilão Sr. Sinistro, e sim o Dr. Zander Rice, filho de Dale Rice (morto durante a fuga de Logan das instalações do Projeto Arma X) e criador da X-23, clone de Wolverine, que no filme será interpretada pela jovem Sienna Novikov. Ele trabalhará para a empresa Transigen (e não Corporação Essex), da qual o personagem do ator Boyd Holbrook será o chefe de segurança. Este personagem trata-se de Donald Pierce, um ciborgue que foi membro do Clube do Inferno e, posteriormente, liderou um grupo de criminosos ciborgues chamado Os Carniceiros.
Portanto, o Sr. Sinistro não aparecerá na trama, mas não está descartado que ele apareça numa cena pós-créditos.

Fontes: The Wrap e Omelete.