[Desenhos Antigos] She-Ra, A Princesa do Poder

 

she-ra

No post de hoje vou falar sobre um dos desenhos dos anos 1980 mais cultuados de todos os tempos, “She-Ra: A Princesa do Poder”. Spin-off de “He-Man e os Mestres do Universo” (vou falar deste mais tarde), o desenho da Princesa do Poder foi veiculado nos EUA entre 1985 e 1987, possui 95 episódios divididos entre 2 temporadas. No Brasil, foi exibido na Globo nos programas Xou da Xuxa, TV Colosso e Xuxa Park, e atualmente é exibido pelo canal Gloob.

Princesa Adora, nome de batismo de She-Ra, é a irmã gêmea do Príncipe Adam (He-Man) que ganhou a Espada da Proteção (idêntica à Espada do Poder do He-Man, porém com uma joia adornando-a), que pode se metamorfosear-se em vários objetos e que lhe permite se transformar na Princesa do Poder (com a mesma força física e agilidade de He-Man) e, ao lado dos guerreiros da Rebelião, defende o mundo de Etheria da tirania de Hordak e sua Horda.

A série tem inúmeros personagens, mas vou listar aqui os principais:
Espírito: o cavalo de Adora, que quando recebe os poderes da espada de She-Ra, se transforma num unicórnio alado chamado Ventania;
Arqueiro: perito em arco e flecha e membro da Rebelião, Arqueiro tem uma atração mútua por She-Ra;
Madame Rizzo: uma bruxa bonachona e atrapalhada que ajuda She-Ra e a Rebelião com seus feitiços. É dona do Vassourito, uma vassoura mágica e senciente que lhe permite voar;
Corujito: é o “Gorpo da She-Ra” (risos). Uma coruja falastrona que pode voar com suas orelhonas que parecem asas de borboleta, e um dos amigos mais leais de She-Ra;
Geninho: quase sempre aparece no começo e no fim de cada episódio e brinca de esconde-esconde com o telespectador, e faz as vezes de He-Man e fala qual foi a moral da história do dia;
Hordak: líder supremo ditatorial de Etheria, comanda a Horda que domina o planeta. Foi mestre do Esqueleto (inimigo de He-Man) e pode transformar-se completamente ou parte de seu corpo em armas;
Sombria: feiticeira à serviço de Hordak e segunda no comando da Horda;
Pingo: o mascote de Hordak, é uma mistura de morcego e porco, e pode se transformar em qualquer objeto, sendo assim, um excelente subterfúgio para espionagem da Horda;
Felina: a vilã que pode se transformar num grande felino roxo graças à máscara mágica que usa, e é general da Horda e terceira no comando entre os vilões;

she-ra

Pesquisando para o post, fiquei bem surpreso com a história de origem de She-Ra, mas provavelmente por não ter assistido ao 1º episódio do desenho. No início da trama, Adora era general de Hordak, mas não tinha noção do que o vilão e sua Horda faziam de verdade à Etheria. Até que um dia, enviado à Etheria por Feiticeira (a guardiã do Castelo de Grayskull), He-Man, carregando a Espada da Proteção, encontra a Dora e diz a ela que a espada deve ser portada por uma pessoa boa e que ela precisa deixar de trabalhar para Hordak, e mostra à ela a realidade de Etheria, o que a Horda fez naquele mundo, porém Adora não se convence e acaba entregando He-Man à Hordak, que o aprisiona e o vilão, com o auxílio de uma máquina, retira a força do herói para energizar uma arma chamada Raio Magnum, mas antes que He-Man perdesse para sempre seus poderes, Adora se arrepende, segura a Espada da Proteção e diz as palavras “Pela honra de Greyskull”, e se transforma pela 1ª vez em She-Ra, trai Hordak e se une aos rebeldes para tentar deter o vilão. Depois, ela fica sabendo que é irmã-gêmea de Adam, que nasceu em Etérnia (reino onde vivem He-Man e Esqueleto) e que foi capturada por Hordak ainda bebê, e levada para Etheria.

She-Ra ganhou histórias em quadrinhos já em 1985, em gibis que vinham junto dos brinquedos da Mattel (detentora dos direitos de He-Man e She-Ra), e essas histórias, junto com as do He-Man, foram republicadas numa edição especial pela Editora Dark Horse em 2015, e novas histórias da Princesa do Poder saíram pela DC Comics em 2012.

 

Anúncios

Feliz Dia da Toalha!

panico

Hoje é comemorado o Dia da Toalha, em homenagem a Douglas Adams, autor da saga de livros “O Guia do Mochileiros da Galáxia”, que faleceu neste dia em 2001.
Nesta data também comemora-se, em boa parte do mundo ocidental, o Dia do Orgulho Nerd, em comemoração ao lançamento nos cinemas do primeiro filme da saga Star Wars, “Episódio IV – Uma Nova Esperança”, em 25/05/1977. A comemoração oficial iniciou-se em 2006 na Espanha, mas foi se propagando pelo mundo.
Se você é fã seja de Star Wars, do Guia do Mochileiro ou de qualquer outra saga/franquia/universo que foi lembrada na montagem acima, parabéns, pois esse é o nosso dia! E nada de “bazingueiros”, hein? Hoje em dia tem muita gente que se considera “”nerd”” só por ser “cool“.
Vida longa e próspera a todos e não entre em pânico! \\//_

dont-panic-towel-day-1000x600

[Indicações de HQs #7] A Era do Apocalipse

XMAOA

Ainda no clima de “semana X-Men”, venho hoje indicar uma HQ, ou melhor, uma saga com os X-Men – ou basicamente, sobre eles – chamada “A Era do Apocalipse”. Entre 1995 e 1996, o crossover se espalhou por todos os títulos mutantes da Marvel e, como se tratava de uma saga em realidade alternativa, alterou o título de algumas (como por exemplo, Wolverine virou Arma X, Excalibur virou X-Calibre etc).

Tudo começou quando Legião, o filho mutante esquizofrênico de Charles Xavier, cansado de Magneto ser um fardo para a vida do pai, viaja para o passado com o intuito de matar Erik antes de ele se tornar o vilão dos dias atuais, mas algo sai errado e ele acaba assassinando acidentalmente Charles, criando assim a realidade onde Professor X não uniu os X-Men para proteger o mundo das investidas de Apocalipse, deixando assim o mundo indefeso para que o vilão se sentisse livre para conquistá-lo e instaurar sua ditadura onde somente os mais fortes sobrevivem. Nessa realidade, Magneto viu-se obrigado a assumir o papel do amigo morto e reuniu alguns mutantes, criando, mais tarde, duas equipes de X-Men: uma, liderada por sua esposa Vampira (eles tinham um bebê chamado Charles) e composta por Blink, Solaris, Morfo, Dentes-de-Sabre e Selvagem, e outra liderada por seu filho Mercúrio e composta por Tempestade, Homem-de-Gelo, Cristal, Banshee e Exodus. Outras equipes de heróis mutantes também giravam ao redor da trama principal e tentavam sobreviver no cenário pós-apocalíptico da saga, como a versão alternativa da X-Force, os X-Eternos (liderada por Gambit e composta por Jubileu, Fortão, Mancha Solar e Lila Cheney), o X-Calibre (com Noturno, Mística e Damask), o Fator X, que mostrava o cotidiano dos prelados de Apocalipse Ciclope, Destrutor, Fera Negro, Estrela Polar e Aurora), versão para a saga da Geração X, a Geração Nova (com Kitty Pride, Colossus, Câmara, Escalpo, Derme e Mondo), além dos títulos solos de Arma X (Logan) e X-Man (Nate Grey, versão de Cable e filho de Ciclope e Jean Grey criado em laboratório por Sinistro).
Falando em vilões, do lado de Apocalipse tínhamos seus Cavaleiros Sinistro (Sr. Sinistro), Holocausto (seu filho Gênesis), Abismo e Mikhail Rasputin (irmão de Colossus), além de Fera Negro, tínhamos também o horrendo Homem-Doce, os Sentinelas e os Infinitos (clones do Homem-Múltiplo).

Age_of_Apocalypse-1

Mas claro, o crossover não apenas falava dos mutantes e seus personagens correlacionados, já que ele se passava no Universo Marvel, alguns personagens de outros títulos não-mutantes também foram mostrados em versões alternativas no título “Universo X”, como Tony Stark (Homem de Ferro), Bruce Banner (Hulk), Donald Blake (Thor), Ben Grimm (Coisa), Gwen Stacy e até Victor Von Doom (Dr. Destino) faziam parte da resistência humana.

O cenário mundial durante “A Era do Apocalipse”, conforme visto neste mapa, nos mostrava uma Terra parcialmente devastada, com partes da América Central, do Sul e Oriente Médio semidestruídas e com altos níveis de radiação, e alguns assentamentos de humanos refugiados, além de um “paraíso” para mutantes que era conhecido apenas como Ávalon e que, mais tarde, descobriu-se estar localizado na Terra Selvagem. A América do Norte estava quase que inteiramente conquistada por Apocalipse e era dividida em cinco territórios, um deles controlado pelo próprio vilão e um território para cada um de seus quatro Cavaleiros.

Após Magneto descobrir que Bishop, que era a única pessoa do mundo que tinha memórias de tudo o que aconteceu antes de “A Era do Apocalipse” (por ser um cara deslocado no tempo), falava a verdade, incumbiu alguns heróis em missões que lhes permitissem voltar no passado para impedir que Legião matasse Xavier, e o plano envolveu a jovem mutante Illyana Rasputin, irmã de Colossus, e um pedaço do Cristal Mikraan, localizado no planeta-trono do Império Shiar.

Age_of_Apocalypse-2

A saga fez tanto sucesso que, mesmo após o término da mesma, alguns personagens foram reaproveitados no universo regular Marvel, como X-Man, Holocausto e Homem-Doce, que conseguiram fugir daquela realidade que deixou de existir. E, no título “Exilados” (que já indiquei aqui), Blink e a versão de Dentes-de-Sabre voltaram a dar as caras nas histórias da superequipe que viajava entre os universos alternativos.

[Desenhos Antigos] X-Men: Evolution

XMEVO

Aproveitando que estamos na “semana X-Men” para trazer para vocês um desenho que deve estar na memória afetiva recente de muitos dos leitores do URUK, o nosso querido e consagrado “X-Men: Evolution”, que passou até furar o DVD no SBT na década passada. O desenho teve 4 temporadas, entre 2000 e 2003, num total de 52 episódios.

“X-Men: Evolution” traz uma nova roupagem aos personagens dos quadrinhos, nos apresentando a versões adolescentes da maioria dos heróis, sendo que os únicos adultos da Mansão X eram Charles Xavier, Tempestade, Wolverine e Fera. O grupo original de pupilos do Xavier ainda contava, inicialmente, com Ciclope, Jean Grey, Noturno, Lince Negra, Spyke e Vampira, ex-integrante do grupo de vilões Irmandade de Mutantes. Na 2ª temporada, a escola recebeu novos alunos: Homem de Gelo, Dinamite, Magma, Homem Múltiplo (aqui chamado apenas de Múltiplo), Lupina, Mancha Solar, Míssil, Jubileu e Frenético. O curioso é que, além de estudarem na Escola X, eles ainda frequentavam o ensino médio de Beyville (e não Westchester). Lá, os X-Men ainda tinham que conviver com os desajustados membros da já citada Irmandade de Mutantes: Groxo, Mercúrio, Blob e Avalanche, liderados, a princípio, por Mística. Estes moravam numa casa velha, fedida e caída aos pedaços. Na 2ª temporada, a irmã de Mercúrio, Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate, participa do grupo por um tempo.

X-Men_(X-Men_Evolution)3

Além destes, outros vilões dão as caras, como Dentes de Sabre (que volta e meia, sempre saía no braço com Wolverine), obviamente o importantíssimo Magneto, além de Mesmero, Pyro, os Morlocks, (e, aqui, heróis que viraram vilões, pelo menos, a princípio) Colossus e Gambit, e Apocalipse, que no desenho era um vilão superpoderoso que inclusive inspirou o personagem de Oscar Isaac em “X-Men: Apocalipse” (pelo fato de ele poder acumular os poderes de outros mutantes, diferentemente dos quadrinhos), que está nos cinemas.
Os personagens que ainda deram as caras foram Anjo, Destrutor, Fanático, X-23, Ômega Vermelho, Forge, Sina, Legião, Miragem, Sanguessuga, Agatha Harkness, Rei das Sombras e até Capitão América e Nick Fury.

Por falar em X-23, a clone feminina de Wolverine, foi criada exclusivamente para o desenho, bem como Spyke – que teve os poderes inspirados na ex-x-man Medula -, que aqui é sobrinho de Tempestade, e também tem o Frenético. Dos três, X-23 e Spyke foram reaproveitados nos quadrinhos. Spike (com I) apareceu rapidamente na extinta série X-Statix, já X-23 foi a que mais fez sucesso, fazendo parte da X-Force, X-Men, é a atual Wolverine dos quadrinhos (após a morte do original) e está sendo cogitada para substituir Hugh Jakcman nos filmes dos X-Men. Que sucesso, Laura!

Brotherhood_(X-Men_Evolution)2

Voltando ao desenho, os episódios memoráveis são “Andando na Corda Bamba” quando surgem as “Sereias de Beyville”: Jean, Kitty, Vampira, Magma e Dinamite se juntam para combater o crime na pequena cidade; “Universo do Meio”, quando Noturno descobre o mutante Forge que estava preso no Limbo, a dimensão por onde passa quando se teleporta; “Passado Sombrio”, quando Vampira descobre o passado de Mística e Noturno, e todos os episódios duplos das seasons finales.

Cate Blanchet confirmada, arte conceitual e outras novidades em “Thor: Ragnarok”

THOR3

O Marvel Studios divulgou o elenco de “Thor: Ragnarok”, e as novidades são Cate Blanchett (“Carol”) como a vilã Hela, a Deusa da Morte – seu visual pode ser conferido na 1ª imagem conceitual do filme abaixo -, Jeff Goldbulm (“Jurassic Park”) como o Grão-Mestre, Karl Urban (“Star Trek: Sem Fronteiras”) como Skurge, o Executor, Tessa Thompson (“Creed: Nascido para Lutar”) como Valquíria – uau, uma Vaquíria afroamericana! -, além da confirmação das participações de Mark Ruffalo como Hulk e Tom Hiddleston como Loki, o meio-irmão vilanesco de Thor (Chris Hemsworth).

hela

“Thor: Ragnarok” será dirigido Taika Waititi (“O Que Fazemos nas Sombras”) e chega aos cinemas em 2 de novembro de 2017.

[Resenha] X-Men: Apocalipse

 

XMA

Estreia hoje nos cinemas brasileiros “X-Men: Apocalipse”, o 6º filme da franquia dos mutantes da Fox. Dirigido por Bryan Singer (o 4º do diretor à frente dos X-Men), o filme serve como um recomeço para o grupo de mutantes mentorados por Charles Xavier (James McAvoy).
A trama nos leva a 3000 anos antes de Cristo, quando o primeiro mutante da História, En Sabah Nur (Oscar Isaac), que era adorado como um deus pelos antigos egípcios, está prestes a transferir sua consciência para o corpo de um mutante mais jovem, processo que lhe permite ser virtualmente imortal e quase onipotente, acumulando as habilidades de todos os corpos que já possuiu. Mas algo dá errado e ele fica preso no Egito até o ano de 1983. Seu ressurgimento faz com que muitos personagens que estavam vivendo escondidos, como Magneto (Michael Fassbender) e Mística (Jennifer Lawrence), reaparecerem para tentar impedir o fim do mundo.
Neste novo episódio da franquia, somos apresentados a novos personagens ou versões adolescentes de mutantes já conhecidos dos filmes X-Men:

xmen0002

Ciclope (Tye Sheridan): o irmão mais novo de Alex Summers, o Destrutor (Lucas Til) dos dois filmes anteriores, descobre que pode lançar raios vermelhos pelos olhos, e acaba sendo levado para Escola de Jovens Superdotados do Professor Xavier para aprender a controlar suas habilidades e não colocar ninguém em risco. É o personagem, entre os novatos, mais interessantes do filme, ganhando novo gás com seu novo intérprete, e acaba roubando a cena junto de…
Jean Grey (Sophie Turner): a bela telepata e telecinética guarda grandes surpresas para o fãs dos filmes. Sua participação é importante tanto para a trama quanto para o futuro da franquia.
Noturno (Kodi Smit-McPhee): o demônio azul teleportador sai de um ringue de luta mutante direto para a Mansão X, e se mostra muito útil com seu poder, fora o fato de parecer um peixe fora d’água por ser de outro continente e ter uma aparência bizarra.
(e nas fileiras dos Cavaleiros do Apocalipse):
Tempestade (Alexandra Shipp): a “deusa” do clima e trombadinha é encontrada pelo próprio Apocalipse nas ruas do Cairo, e transformada em uma de seus Cavaleiros (ou amazona, no caso). Destaque para seu visual clássico com moicano dos anos 80 nas HQs.
Psylocke (Olivia Munn): apesar de ser a personagem que visualmente ficou mais fiel à sua versão dos quadrinhos, Psylocke é subaproveitada, e tem duas frases no filme inteiro, bem como…
Anjo/Arcanjo (Ben Hardy): após fugir do ringue onde lutava contra Noturno, Anjo é encontrado por Apocalipse e seus seguidores e ganha as famosas asas de metal que arremessam lâminas afiadas.

apocalipse

Sobre os veteranos da saga, Xavier tem um grande destaque e termina se transformando numa versão mais parecida com a interpretada por Sir Patrick Stewart; Magneto vai do céu ao inferno no filme; a Mística, que é toda “mutant and proud” em “X-Men: Primeira Classe”, passa cerca de 90% em sua versão humana, coisa que irrita qualquer fã dos mutantes; Mercúrio (Evan Peters) retorna agora que sabe que é filho de Magneto, mas o mesmo não sabe disso, e o velocista novamente participa de uma cena divertida e grandiosa com sua supervelocidade; Fera (Nicolas Hoult) participa bastante, mas meio apagadinho, só ganhando um pouco mais de destaque na batalha final;

Das coisas que não gostei, além das participações pífias de Psylocke e Anjo (e seus respectivos desfechos), foi Jubileu (Lana Condor) não ter sido mais aproveitada (P.S.: o visual dele tá o máximo), e o que me incomodou também é que lá no Egito Antigo, de onde o Apocalipse tirou tantos mutantes para serem seus Cavaleiros e seus hospedeiros, se ele era o único mutante por milênios, além do fato de ele ser exageradamente poderoso etc, mas isso até passa no apanhando geral, pois combina bem com os filmes da Fox.
“X-Men: Apocalipse” é um excelente filme de super-heróis, e ouso dizer que ele seja o mais divertido de toda a franquia até agora. Super recomendado!

Título original: “X-Men: Apocalypse”.
Ano: 2016.
Diretor: Bryan Singer.
Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult, Oscar Isaac, Rose Byrne.
Duração: 146 minutos.
Nota do Gilgamesh: 9.

Fiquem agora com um clássico do cancioneiro dos anos 80:

Cronologia da franquia X-Men

xmapocalipse

Nesta semana (quinta, 19), estreia o 6º filme (fora os spin-offs) da franquia X-Men, “X-Men: Apocalipse”, e eu trouxe até vocês resumidamente a linha cronológica da confusa trama dos mutantes da Fox. Lembrando que há, no mínimo, duas linhas de tempo na franquia, após os acontecimentos do filme “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido” (2014), quando Wolverine é enviado ao passado para mudar a história dos mutantes.

Legenda de cores:
▆▆ cronologia original
▆▆ cronologia Primeira Classe

± 3100 A.C.: Surge En Sabah Nur, o primeiro mutante da História, que se tornará o vilão Apocalipse;
1832: Nasce James Howlett (Wolverine).
1845: Na Columbia Britânica, Canadá, James Howlett, com apenas 13 anos, descobre que é um mutante com garras retráteis de ossos e fator de cura e, após matar acidentalmente seu pai biológico, foge.
1944: Preso nos campos de concentração nazistas durante a II Guerra Mundial, Erik Lensherr perde sua mãe após a mesma ser assassinada por Sebastian Shaw, e o jovem, após isso, demonstra seus poderes magnéticos pela 1ª vez. Neste mesmo ano, Charles Xavier e Raven Darkholme (a Mística), se conhecem e são criados como irmãos.
1945: Logan salva um soldado japonês chamado Ichiro Yashida da explosão da bomba atômica em Nagasaki.

X-Men-First-Class-Cast-600x293

1962: Quando acontece os eventos de “X-Men: Primeira Classe”. Charles e Erik se conhecem e juntos, procuram os mutantes para formar a primeira formação de X-Men: Mística, Fera, Destrutor e Banshee. O filme acaba após a crise dos mísseis em Cuba e Erik acidentalmente aleijar Xavier.
1963: Magneto é acusado de assassinar o então presidente dos EUA John F. Kennedy e é preso numa prisão de segurança máxima improvisada sob o Pentágono, em Washington D.C..
1965: É criada a Escola para Jovens Superdotados do Professor Xavier.

X_Men__Days_of_Future_Past_13838035762671

1973: A consciência do Wolverine do futuro chega em seu corpo em 1973, para fazer com que Charles e Erik os ajude a impedir que Mística assassine o cientista Bolivar Trask (inventor dos robôs Sentinelas) para evitar o futuro apocalíptico de onde Logan veio. Logan e Charles, com a ajuda do velocista Mercúrio, libertam Magneto e juntos, impedem que Mística mate o cientista. Wolverine é capturado por William Stryker.
Após os acontecimentos de “X-Men – Dias de Um Futuro Esquecido”, são criadas duas linhas do tempo: a que se passam os filmes da trilogia original dos X-Men e a realidade alterada por Wolverine, a partir da qual ocorrerão os acontecimentos de “X-Men: Apocalipse”.
Anos 1980: Logan é transformado no Arma X, quando tem seu esqueleto coberto por adamantium. Os X-Men enfrentam o Apocalipse.

x-men-2000-dirigido-por-bryan-singer-1400697415089_1920x1080

2005: Eventos ocorridos durante “X-Men – O Filme”. Wolverine e Vampira se unem aos X-Men para impedir que Magneto e sua Irmandade de Mutantes transforme humanos em mutantes a partir da Estátua da Liberdade em Nova York.
2006: Eventos ocorridos durante “X-Men 2”. William Stryker ataca a Escola X e aprisiona alguns de seus alunos na base desativada onde funcionou o projeto Arma X. Os X-Men se unem à Mística para libertar Magneto e resgatar os alunos de Xavier. Jean Grey é dada como morta.
2006: Eventos ocorridos durante “X-Men: O Confronto Final”. Jean Grey retorna como a Fênix Negra, se une a Magneto, mata Ciclope e Xavier e é morta por Wolverine.

wolverine1_2619122b

2013: Wolverine vai ao Japão para se despedir de Ichiro Yashida, que está prestes a morrer, mas acaba caindo numa armada mortal criada pelo próprio amigo e se apaixonando por Mariko Yashida.
2016*: Deadpool se une a Colossus e Negahead para se vingar de Ajax, o vilão que destruiu sua vida.
2023: Os Sentinelas matam os X-Men. Kitty Pride envia a consciência de Logan para 1973.
2023: Os X-Men – incluindo Ciclope e Jean Grey – estão vivos. A Escola Xavier está em pleno funcionamento e Wolverine é um dos professores, no caso, de História.

*Não foi esclarecido em que linha cronológica se passa o filme do Deadpool, mas, com Bryan Singer à frente da franquia dos X-Men, aparentemente se passa após os acontecimentos de “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”. Com este filme, muitos dos acontecimentos de “X-Men Origens: Wolverine” (2009) foram desconsiderados.

Lembrando que pode ser que alguns acontecimentos marcantes sejam mostrados no filme que estreia na quinta. Vou atualizar aqui, se necessário.
Espero que eu tenha ajudado um pouco para quem estava meio perdidinho nesta trama.

Fontes: X-Men Movies Wiki e Legião dos Heróis.

17 de maio: Dia Internacional de Combate à Homofobia, Transfobia e Bifobia

17deMaio

“Hoje é o Dia Internacional de Combate a Homofobia, Transfobia e Bifobia. A data foi escolhida porque marca o dia em que a OMS tirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças em 1990. A cada hora um gay sofre violência no Brasil. Nosso país é o que mais mata transexuais no mundo. Lésbicas ainda têm que enfrentar o machismo. Quem está doente se não a sociedade, que é responsável por situações como essas? A homofobia mata, qualquer tipo de preconceito mata. Hoje e sempre essa luta é de todos nós. Para combater a violência física e mental que diariamente fere e mata a integridade e direitos de pessoas. Mais empatia e mais respeito, é tudo de que precisamos para que o amor sempre vença.”

via Leandra Leal no Twitter.

E fiquem com este maravilhoso tweet com gif comemorando a data, com dados históricos e biológicos:

[Atualizado] O nome correto da data é “Dia Internacional de Combate à Homofobia, Transfobia e Bifobia”. Corrigi apenas no título porque a imagem já estava pronta.

[Indicações de HQs #6] Em memória de Darwyn Cooke – DC: A Nova Fronteira

newfrontier

A dica dessa semana seria a reformulação do Superman no pós-Crise, contudo uma péssima noticia pegou os fãs de surpresa, essa semana. O artista Darwyn Cooke faleceu ontem de um câncer agressivo. A família chegou a anunciar na sexta que Darwyn estava doente e no sábado, ele veio a falecer.

Darwyn Cooke ficou conhecido na DC por seu traço marcante e por suas histórias retrô. Começou como animador de Batman Adventures (dirigido por Bruce Timm) até assumir o título da Mulher-Gato e mostrar sua arte com os personagens da DC Comics. Então, em homenagem a este grande artista, para a recomendação de hoje, DC: A Nova Fronteira.

Darwyn recriou, em 2004, em uma minissérie em dois volumes o Universo DC em plena Guerra Fria. Nisso, ele pode mostrar sua especialidade em desenhar retrô. Em sua releitura, a sociedade da época não lidou bem com os mascarados que usavam suas habilidades para combater o crime. No clima da Guerra Fria, qualquer elemento que escondesse algo era motivo de desconfiança e paranoia. Qualquer estranho poderia ser um comunista infiltrado. Portanto, os heróis passaram a serem proibidos pelo governo, onde apenas permitiu a atuação supervisionada do Superman e da Mulher-Maravilha.

tumblr_ncdmu0d5MB1s11g07o3_1280

Contudo, mesmo eles têm sua liberdade controlada pelo governo. Batman age nas sombras de maneira ilegal, Diana é calada pelo governo e Kal-El não sabe como lidar com isso. Eis que uma grande ameaça alienígena acirrar inda mais os ânimos, e acontece uma perseguição a qualquer superser sob a suspeita de ser um alien. Eis que outros super-humanos começam aparecer para combater a ameaça, formando assim o Universo DC como o conhecemos.

3ab091b4157bd9385aa0161245c8b32b

A história tem uma riqueza histórica muito grande ao retratar o sentimento de paranoia que o pós-guerra traz junto consigo. Envolver também os elementos de ficção cientifica também é uma grande referência aos quadrinhos da época que entraram com tudo nesses temas após a corrida espacial. As releituras dos uniformes também mostram a comparação com a época de ouro dos quadrinhos (o Batman mostra bem a transição do visual Bill Finger até a Era de Prata).

maxresdefault

A minissérie conquistou tanto o público que se tornou uma das Terras paralelas do universo da DC, ou seja, sendo possível voltar a essas versões sempre que pudessem. A minissérie já foi publicada pela Panini, e a Eaglemoss anunciou a publicação dela em sua lista de encadernados.

Além deste trabalho, Darwin nos deixou um visual completamente único do universo DC em suas ilustrações que resgatam os visuais clássico que nos remetem a Era de Ouro e Prata dos quadrinhos. É uma grande perda para a indústria, um artista de seu calibre ter nos deixado. Que os deuses de Nova Gênese o recebam.

P.S.: Em 2008 a Warner lançou uma animação baseada nesta mini.

[Desenhos Antigos] Cavalo de Fogo

cavalo de fogo

“Cavalo de Fogo” (“Wildfire” no original) é um desenho produzido pela Hanna-Barbera e foi exibido originalmente no canal americano CBS em 1986, passando aqui no Brasil pelo SBT até os anos 2000. O mais estranho sobre esse desenho é que ele tem só uma temporada com 13 episódios, e da lembrança de quem assistia na infância achava que tinham mais episódios.
“Cavalo de Fogo” conta a história de Sara, uma menina que nasceu em Dar-Shan, um reino medieval em outra dimensão, e trazida para a Terra ainda bebê pelo cavalo do título, e que foi criada pelo fazendeiro John Cavanaugh em Montana, nos EUA. Ao completar 13 anos, o amuleto que foi deixado com a menina começa a brilhar, e então surge o Cavalo de Fogo que conta a ela sua verdadeira história: Sara é filha da rainha Sarana de Dar-Shan que morreu logo depois de seu nascimento e que foi enviada à Terra pelo feiticeiro Alvinar para que ela não fosse morta pela malvada Diabolyn (também, com um nome desses, quem não seria?) na tentativa de usurpar o trono.

O engraçado é que, mesmo depois de ela descobrir que é uma princesa de outro mundo, ela continua morando com o pai adotivo, então sempre no começo do episódio, o Cavalo de Fogo busca ela na Terra, e no final, leva ela de volta, enquanto o Sr. Cavanaugh não sabe de nada.

Em Dar-Shan, além de manter contato com Cavalo de Fogo e o feiticeiro Alvinar, Sara se torna amiga do menino Dorin e seu potrinho, o medroso Brutus, que são seus aliados no combate aos planos maléficos de Diabolyn e seus subordinados diabretes Dweedle, Nex e Bludusky. Aliás, a vilã tem um visual bem parecido com a Malévola (de “A Bela Adormecida”) e ela tem contato com os Espectros, que não passam de umas entidades muito demoníacas que lhe dão conselhos (sim, Diabolyn é satanista rs).

Mais tarde, Sara descobre que Diabolyn é sua tia (na verdade, ela é meia-irmã de Sarana) e que o Sr. Cavanaugh é seu pai, o Príncipe Kevin (ou Cavan), que também foi enviado à Terra para ser poupado da fúria de Diabolyn, mas disfarçado e sem memórias de Dar-Shan. Não é spoiler se já se passou 30 anos, OK?

Fiquem agora com a abertura e seu delicioso tema cantado por uma pessoa bem desafinada hahaha!

Pesquisei mas não encontrei o nome da intérprete da música. Se eu achar depois, atualizo aqui.