[Resenha] Final Fantasy III (Steam)

FF3

Depois de quase dois meses jogando somente aos finais de semana, zerei “Final Fantasy III”, remake para DS disponível desde o ano passado no Steam (já falei dele aqui).
FFIII era o único que eu ainda não havia terminado dos 10 primeiros capítulos da saga de RPG mais famosa da Square-Enix (zerei FFI, II, IV e V, remakes para GameBoy Advance, o VI para SNES, VII, VIII e VIX para PlayStation, e X para PS2). Segue cena de abertura:

FFIII, assim como seus antecessores, ainda tem aquela vibe dos 4 cristais elementais que mantêm o balanço do mundo, e os 4 Warriors of Light, escolhidos para protegê-los de algum vilão das trevas que quer destruí-los, cada cristal concede um grupo de classes para os personagens etc, e o carinhas deste capítulo são Luneth, seu melhor amigo Arc, Refia, a filha do ferreiro do vilarejo vizinho, e Ingus, o cavalheiro de Sasune. Os quatro são órfãos e mais tarde na trama, descobrem que, além de serem escolhidos pelos cristais para serem os Warriors of Light, possuem uma ligação.
Segue a lista de classes disponíveis no game:

classes

As classes com as quais mais joguei durante o jogo foram Luneth como Dragoon, Arc como Geomancer, Refia como Red Mage e Ingus como Thief, e as que usei para zerar o game foram Luneth como Ninja, Arc como Summoner, Refia como Sage e Ingus como Black Belt.
É uma pena que Summoner só fica disponível bem na reta final do game, pois é bem poderoso, apesar de o Evoker ser disponibilizado antes, mas ele é bem fraquinho. Outra coisa que senti falta é o fato de o item Phoenix Down (ressuscita um personagem caído em batalha) não ser vendido em lojas como em outros FFs, sendo encontrados apenas em baús, tornando um item tão necessário bem raro, e também faz falta um item como Ether, para recuperar MP (Magic Points, usados pelas magias). Em batalhas, isso só é possível usando Elixir, raro e poderoso.
Veja todos os Summons no vídeo abaixo:

Final Fantasy III é um jogo com gráfico bonito (lembra um pouco FFIX, para PS), com uma história boa e sistema interessante, porém curto (zerei em 26 horas), mas com quests adicionais após o término da história principal. E tá baratinho no Steam.

Fonte: Final Fantasy Wikia.

Anúncios

Autor: Gilgamesh

The All-New All-Different Gilga das Galáxias™, um conjunto de conteúdos interessantes.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s